Lista de artigos

Artigo imovel guide

Publicidade / Padrão

Marketing Digital

Por Fabio Bertao Em 09/10/2021

Marketing Digital  Podemos resumir este assunto simplesmente assim: é a promoção de produtos ou marcas por meio de mídias digitais.  Seu objetivo é identificar desejos e gerar valor para criar relacionamento com sua audiência. Marketing vem do inglês "market", que significa mercado. Portanto é correto afirmar que marketing é um estudo de mercado, para um melhor aproveitamento dele nas estratégias comerciais da empresa.  O Público-alvo é o grande objetivo do marketing, aonde busca-se o seu cativamento com os produtos a ele oferecido. Busca-se ser escolhido em detrimento a outras opções disponíveis. Por outro lado, sabemos que, na verdade, ao mergulharmos neste tema, este difere em muito do marketing tradicional ao qual estamos acostumados desde que nascemos. Com o marketing digital há a possibilidade de alcance global de seu produto, a interactividade com o consumidor e um foco maior no investimento, seguimentação de mercado e reduzindo os custos de campanha. Métricas devem ser desenvolvidas para possibilitar a monitoração de seus resultados e com a sua utilização saberá os próximos passos para elaborar um departamento exclusivo para cuidar deste assunto, "O Departamento de Marketing", que deve contemplar as estratégias, inbound (técnica de atrair, convencer e encantar seus clientes), métricas, documentação, entre outras. O fim é elevar as vendas de seu produto, mas existe muitas atividades entre o marketing e as vendas que você precisa entender e investir! Os quatro (4) "P" do Marketing: estratégias que garantem resultados positivos em vendas em qualquer tipo de empresa, que devem ser considerados no momento do planejamento estratégico na execução de suas campanhas. *O "P" do "Produto".  *O "P" do "Preço". *O "P" do "Praça" (aonde o produto será comercializado). *O "P" de "Promoção". Definir o preço é fator crucial para o sucesso do negócio. A promoção não é liquidação. Ela esta ligada a marca da empresa. Com o advento da internet outras questões precisam ser levadas em conta, além dos quatro (4) "P" tradicionais, nascendo assim os oito (8) "P" do Marketing Digital, que são: *O "P" de "Pesquisa". *O "P" de "Planejamento".  *O "P" de "Produção". *O "P" de "Publicação". *O "P" de "Promoção". *O "P" de "Propagação". *O "P" de "Personalização". *O "P" de "Precisão". NÃO É GANHAR PRÊMIOS, MAS SIM GANHAR NEGÓCIOS!   

Artigo imovel guide

Imóveis / Padrão

Como Conquistar Meu Imóvel?

Por Fabiano Massaneiro Em 02/10/2021

A compra de imóvel é cercada de muita emoção, seja essa compra para moradia, lazer ou investimento, em média nós brasileiros compramos 1 único imóvel durante toda nossa vida e a média de troca é de 1,8 imóveis durante a vida,  enquanto em países mais desenvolvidos a média de troca pode chegar a 8 imóveis durante toda a vida. Claro que o reflexo desses números se dá um pouco por conta de políticas de habitação equivocadas durante muito tempo praticadas pelo governo, politicas simplesmente assistencialistas e eleitoreiras. Assim como a falta de Legislação especifica que pudesse dar segurança a incorporadores, construtores, bancos e compradores. A Alienação Fiduciária por exemplo foi definida apenas  em 1997 pela Lei nº 9.514 em seu capitulo II e ainda reformada em 2007 pela Lei nº 11.481. Com a segurança jurídica e políticas de incentivo á construção civil e agora sim, o incentivo a compra do imóvel, o brasileiro começa a sonhar com sua casa própria e também o upgrade do seu imóvel. A compra ou troca de um imóvel vai muito além do desejo e da vontade, na maioria das vezes requer sacrifícios, muito planejamento, persistência e principalmente disciplina financeira. Mas não é uma missão impossível e pelo contrário, é alcançável com certeza.  Em fevereiro do próximo ano irei completar 14 anos de experiência como corretor de imóveis, e o que mais me orgulho na minha profissão nesse tempo é ter ajudado um numero muito grande de pessoas a alcançarem seus objetivos. Em torno de 80% das minhas vendas durante todo esse tempo foi para pessoas que compraram seu primeiro imóvel, buscavam sair do aluguel, casar e ter sua casa própria, dar uma qualidade de vida melhor para a família, entre outras necessidades, muito pouco das minhas vendas foram para pessoas que estavam trocando de imóvel, comprando para lazer ou investimento. Sempre procurei entender a necessidade do cliente, e sempre tentei ajudar como realizar seu sonho, um exemplo até engraçado foi de um jovem casal de Palhoça/SC em 2009, eles tinham entre 22, 23 anos, viviam em união estável e felizmente anda não tinham filhos, pois bem, após um atendimento, consegui identificar o desejo deles em estar comprando sua casa própria justamente para poder ter uma família com segurança, ele trabalha numa indústria local e ela no comercio da cidade vizinha de São José, ganhavam o salário base das suas categorias, que como sabemos, não é muito e moravam de aluguel, a qual consumia 80% do salário dele, alimentação e outras despesas como água, luz, internet consumia 80% do dela, os 20% dos salários de cada  mal dava para diversão comum nessa idade, também não possuíam carro e somente uma moto CG125 que ele utilizava para se locomover para o trabalho.  Pois bem, o imóvel que tinha despertado o interesse deles seria entregue em 24 meses, dois anos, teriam de dar uma entrada de 20% e financiar 80% na chaves, entrega, uma casa geminada em um condomínio fechado no valor de R$ 85.00,00, a entrada poderia ser dividida durante os 24 meses, porém assim como o saldo corrigidos pelo INCC até a entrega, uma entrada que abatendo o pouco de FGTS que ambos tinham, ficou em 24 x R$ 800,00, a correção do saldo, planejei ser coberta pela projeção do FGTS durante o período. Mas como pagar esse valor? juntamente com aluguel, como fechar a conta e não se enforcar? Ficamos durante 2 semanas os três planilhando suas despesas, calculando cortes e projeções de como poderiam atingir seus objetivos, como poderiam ter a sua casa própria? E a solução encontrada foi de que eles iriam adiar um pouco o sonho de morar juntos, de se casarem, devolveram o imóvel aonde moravam e voltaram cada um para casa de seus pais, sem o aluguel mensal, sem despesas como água, luz e alimentação (compromisso também assumido pelos pais que foram consultados) eles conseguiram pagar toda a entrada em apenas 15 meses, conseguiram ir além disso, juntaram um pouco a mais de dinheiro e com o fim das prestações da entrada, deram entrada e pagaram os móveis planejados da sua casa. Quando receberam as chaves da minhas mãos a emoção tomou conta de mim e dos familiares  e amigos deles, no mês seguinte celebraram o casamento no salão de festa do seu condomínio, com uma prestação que consumia 30% da renda do casal, em dois anos tinham quitado seu carro que fora comprado logo após a entrega da casa, em 8 anos já haviam quitado todo o financiamento com empenho e utilização do FGTS e por não estar mais em Palhoça, tive a grata alegria de indicar um amigo corretor que os ajudou a ir para um imóvel maior e de valor agregado mais alto, os tenho como amigos até hoje. Como essa tenho inúmeras outras histórias de sacrifício e dedicação em realização de uma sonho, costumo dizer que atendo um cliente e faço um amigo, também sempre recomendo que procure um corretor de imóveis credenciado e de confiança, se você não conhecer, peça indicação, com certeza um parente, um amigo ou até mesmo professor ou patrão já comprou um imóvel, pergunte como foi o atendimento, como é o corretor, como ele conduziu o processo de compra dessa pessoa, fuja de corretores que só pensam na comissão. Se você durante toda sua vida irá comprar apenas um imóvel e talvez trocar ele apenas uma vez, provavelmente irá pagar ele entre 10 a 20 anos, porque não procurar ajuda de um profissional, que na verdade nem irá lhe cobrar nada, pois quem paga é quem vende, pense nisso!  Escolha o seu corretor, juntos analisem qual imóvel irá melhor lhe atender no momento, planejem como será a forma de pagamento, em caso de financiamento estudem as melhoras forma de faze-lo, existem bastante variantes entre formas de amortização, indexadores, taxas de juros, etc... Só não deixe seu sonhos engavetados!      

Artigo imovel guide

Consórcio / Padrão

Consórcio Como Solução Financeira

Por Fabio Bertao Em 30/09/2021

Preciso de uma solução financeira aonde tenho que pagar uma dívida de R$ 75.000,00, caso contrário existe a possibilidade de eu perder meu imóvel por decisão judicial favorável ao comprador que deu um sinal alto na transação comercial, mas não finalizou seu pagamento de acordo com os termos contratuais.  Recorri a todos os meios possíveis e imagináveis para buscar uma forma de arranjar esta quantia com percentual baixo de juros e taxas de mercado. Uma verdadeira jornada ao sistema que chamamos de "Professor Google" e também aos amigos e parceiros de negócios do mercado. Um "insight", mas provavelmente o Criador estendeu suas mãos para esta esta minha necessidade tão grande no momentos, que para uns pode nem sequer ser motivo de preocupação, e deparai-me com uma empresa, em Niterói-RJ, cujos serviços são o de prestar soluções financeiras de baixo custo. Em minha primeira reunião com a agente da empresa expus minha situação e iniciamos a uma busca dentre seus produtos que pudessem atender esta minha demanda. Entre as possíveis soluções, foram mencionados os seguintes produtos: * Crédito com Penhora de seu imóvel. * Consórcio de imóveis, veículos e equipamentos pesados. * Outros. Após rápida análise, com prestativa atenção da consultora da agência, decidimos que a melhor forma de levantar a quantia necessária, com baixo custo financeiro de mercado (0,10% ao mês), seria o "Consórcio Residencial", pois disponha de opções em que os riscos assumidos me trariam a solução de meu problema pois dentro das probabilidades seria possível trazer a solução.   Esta opção me dá a possibilidade obter o recurso em dinheiro, através de sorteio pela loteria federal, que conta com a sorte, pouco provável no meu ponto de vista, mas uma segunda opção me dá a possibilidade de sem dinheiro usar 100 cotas de participação do consórcio, como sinal. Esta é a forma encontrada para atender minha demanda, com uma incerteza aceitável na situação de crise atual e, com um custo baixíssimo do dinheiro. Embora tenha que contar com um grau de incerteza no negócio, estou seguro de que encontrei a solução de meu problema, mesmo porque tenho mais outras duas opções de participação, que demandariam de uma explicação um pouco mais profunda.    Hoje além de solucionar a forma de possibilitar o cumprimento de minha obrigação financeira tornei-me parceiro da empresa e recomendo muito a todos que estejam com problemas de levantar um capital a baixo custo que também atentem para este nicho de mercado.  

Artigo imovel guide

Corretor de Imóveis / Padrão

Corretor Você Tem Medo de Trabalhar Imóveis de Alto Padrão?

Por Vanderson Ferri Em 30/09/2021

Você é corretor e trabalha na linha de projetos de minha casa minha vida ou casa verde amarela e sua empresa ou outra empresa o convida a trabalhar em um produto com VGV alto e de alto padrão? Qual é seu primeiro sentimento? Medo? Dúvida de como agir ou receio de trabalhar com pessoas de poder aquisitivo mais alto?  Não tenha medo caro amigo, esse público não é um bicho de 7 cabeças e nem o imóvel de alto padrão é um monstro pronto a te tragar.  Vamos lá: É claro que um empreendimento de alto padrão agrega itens que não temos em imóveis de baixa renda pois o custo para ser alocado no imóvel de custo baixo ficaria inviável, sendo assim é preciso estudar os itens aos quais está sendo proposto, alguns deles, são: aspirador central, automação de itens e comandos, acesso eletrônico ou biométrico, isolamento e atenuantes acústicos, possibilidades de customização e layout de plantas, alimentação de carro hibrido etc, são itens que provavelmente serão oferecidos ao cliente e além disso os itens de esporte e lazer e de uso de trabalho devem ser mais elaborados e com mais opções de interfaces, Itens de infraestrutura como Telemática, busway, aquecimento central, grupo gerador para uso 100%, elevadores inteligentes com controle de acesso etc., como qualquer produto a ser vendido deve ser estudado e deve estar bem fixado na sua apresentação. Outro ponto é o cliente, esse cliente provavelmente não terá muito tempo para ser atendido, por vezes seu contato será com secretárias ou assessores que vão filtrar as informações antes do acesso ao comprador, contato por telefone será raro, dificilmente conseguira ofertar por ligação, esse público atende muito mais por correio eletrônico ou mensagens de aplicativo, não é raro vender e nem conhecer pessoalmente o cliente pois até a assinatura é digital e em muitos casoa os clientes não estão na cidade e nem no pais, aconselho após o primeiro atendimento sugerir uma vídeo chamada com seus diretores para que seja tirada todas as dúvidas de uma forma rápida e prática. Atendimentos em stand de vendas geralmente são bem rápidos e geralmente o cliente não quer deixar nem email nem telefone então tenha uma forma de deixar seu contato com ele, seja com cartão ou folder com seu nome, pois ele geralmente ele é fiel quando volta ao plantão e se gostar do seu atendimento vai procurar somente você para conversar. Vestimenta e linguagem devem ser apropriadas e não quero dizer com isso que deva ir de terno e gravata ou de vestido social e salto fino, isso já passou, a não ser que sua empresa exija isso, caso não, esporte fino e roupas que não chamam a atenção e em cores neutras ajudam e muito, lembre-se que geralmente esse público quer passar desapercebido, então gíria e falar alto vai afastar seu cliente. Não envie um monte de mensagem ao cliente, deixe ele a vontade e responda apenas o que lhe foi perguntado, tenha sabedoria de esperar a hora certa de o acionar por algo.  A documentação e renda geralmente estão dentro do que este cliente busca, este cliente não se aventura de tentar aprovar um crédito, ele vai com a certeza de que possui recursos para está compra, então insistir se ele tem renda ou documentação de primeiro momento pode ser um tiro no pé. Não iluda seu cliente, o preço do m2 é caro mesmo, geralmente bairros caros tem valor alto e seu cliente deve saber disso, condomínios altos são normais pois geralmente tem poucos apartamentos na torre e por isso pouca gente para dividir a conta, esse é o preço da exclusividade, não omita informações nem diga algo que não tenha certeza, não é vergonha dizer que vai verificar uma informação e responderá depois isso é até bom pois gera um contato futuro. Não tenha medo, estude o projeto, se prepare e seja discreto que tudo vai dar certo. 

Artigo imovel guide

Imóveis / Padrão

Pós Pandemia: Vale a Pena Comprar Imóvel?

Por Paulo Ricardo Christ Em 29/09/2021

Sejam Bem-Vindos!!! Nesse Artigo queremos contribuir com informações importantes sobre o mercado imobiliário na reabertura pós-pandemia. A Pandemia trouxe uma série de mudanças para todas as empresas e para as pessoas, e com o mercado imobiliário isso ficou ainda mais evidente. Veja Algumas Considerações Importantes sobre os Imóveis e o Mercado Imobiliário: 1) Alta no Preço de Produtos e Serviços Relacionados à Construção Civil,         As Empresas praticamente pararam com as atividades, pois o consumo diminuiu muito por causa das restrições para as pessoas ficarem em casa, e isso durou mais de 1 ano. O resultado disso agora é a escassez de materiais para construir, o que fez com que os preços disparassem, isso tanto para construtoras como para pessoas que querem construir. Essa situação dificulta o planejamento do seu orçamento para construir o seu sonho e você deve repensar a aquisição do seu imóvel nesse novo cenário. 2) Casas, Especialmente, Tiveram uma Alta Significativa de Valores, cerca de 30% em média,         Com a Pandemia, as pessoas viram que precisavam de mais espaço, considerando o Home Office; então entrou a lei da oferta e da procura, se há mais procura, há uma alta nos preços. Principalmente os imóveis do programa Casa Verde e Amarela foram bastante afetados pela alta nos valores. Nos anos de 2019 e 2020 esses imóveis estavam com valores de aproximadamente R$ 150.000,00; hoje a mesma casa está sendo anunciada por volta de R$ 190.000,00 a R$ 200.000,00 ou até mais, principalmente nas Capitais; quase saindo do teto de valor de imóvel para clientes beneficiados com o programa. Essa situação afetou inclusive os imóveis avulsos.  3) Selic com Previsão de Alta para 2021 e 2022: Para o final do ano de 2021, e os primeiros semestres de 2022, haverá uma alta da Selic para segurar o dólar e os preços de produtos e serviços em geral. Isso vai afetar as taxas de juros do financiamento bancário, pois, se a Selic sobe, o Financiamento Imobiliário, de Veículos e de diversos outros produtos sobe. Vários clientes sempre comentam da diferença de valores dos imóveis antes e pós-pandemia; e realmente, para quem vem acompanhando o mercado é bem nítida a inflação dos valores dos imóveis. O QUE FAZER ENTÃO? A) Pesquise!:, busque por imóveis similares aos que você deseja comprar nas regiões que você tem interesse e compare os valores dos imóveis nessas regiões. B) Novo ou Usado?: Essa é uma dúvida muito frequente, mas pesquise e compare, às vezes um imóvel usado abaixo do valor de mercado vale a pena. O Imóvel Novo tem a questão de que você não vai precisar fazer reforma, mas talvez vai ter que colocar o piso, enfim, veja e analise as possibilidades com calma. C) Capital ou Região Metropolitana?: Se na Capital o imóvel está muito caro para o seu planejamento, busque um imóvel em cidades metropolitanas que vão atender bem as suas necessidades. O Teto para o Programa Casa Verde e Amarela nas Capitais é de R$ 215.000,00, já nas regiões metropolitanas e interior o teto desse imóvel é de R$ 190.000,00, e esse diferença faz Toda a Diferença quando pensamos na entrada do imóvel e no financiamento. D) Compre Imóvel na Planta ou em Construção: Se você não tiver pressa de entrar no imóvel, essa é uma excelente alternativa, pois você poderá adquirir um imóvel com um valor mais acessível e ainda poderá aproveitar o fluxo da obra para diminuir o saldo devedor, parcelar a entrada e conseguintemente baixar o valor da parcela. Lembre-se de não comprometer muito a sua renda(30%-40% no máximo). Use seu FGTS. Tome cuidado se você estiver pagando aluguel, considere as possibilidades e veja se vale a pena. D) Negocie!: Busque alternativas que ofereçam ITBI e REGISTRO DO IMÓVEL INCLUSOS!, isso acontece muito com imóveis na planta. Há muitos empreendimentos que oferecem essa facilidade, já vai ajudar a economizar bastante, veja também se a construtora ou o imóvel que vocês está procurando vai ser entregue com piso, mesmo que seja laminado, já vai ajudar bastante. Conte sempre com um corretor(a) de imóveis ou imobiliária de sua confiança para auxiliar você e sua família a conquistar o sonho mais importante de sua vida. Esperamos que tenham gostado do artigo!    

Artigo imovel guide

Captação / Padrão

CAPTAÇÃO DE IMÓVEIS

Por Fabio Bertao Em 29/09/2021

Captação de Imóveis tema bastante oportuno em épocas de crise aonde a profissão de Corretores de Imóveis está tão em voga, sendo uma das mais promissoras neste "Novo Normal". Captar imóveis é uma mistura de técnica, arte... e dons naturais e desenvolvidos como a empatia, simpatia, entre outros. Este é um assunto que poderíamos falar todo o dia, mas vou me ater a mencionar algumas ferramentas muito úteis à disposição e de preferência de forma gratuita, pois esta é a forma de tendência da atualidade. Ferramentas 1. Landing Page: são páginas criadas em aplicativos extremamente "focadas" para a captação de clientes.  2. Vídeos: crie vídeos no Youtube, Vídeo Maker... de forma bem simples e chamativa, com o objetivo de atrair seu cliente para a sua Landing Page criada. 3. Crie página de Venda de seus imóveis, na qual a Landing Page direcione para ela. 4. Anuncie nas redes sociais tais como: facebook, google ads, youtube, instagram, telegram, etc.  5. Outras. A todo momento busco aperfeiçoar formas de captar imóveis, e em minha jornada (neste belo e maravilhoso mundo das transações imobiliárias) encontrei muitos boas ferramentas, CRM, diversos meios... em que posso citar o "Imóvel Guide", como sendo uma das melhores formas até o momento, pois além de suas captações de imóveis pessoas o site disponibiliza um sistema, por meritocracia, de disponibilizar captações via indicação.  Fazer uma busca inteligente por novos imóveis baseia-se principalmente em determinar estratégias de conectividade com os proprietários sem mencionar o grau de empatia neste relacionamento.  Algumas estratégias para melhorar seu desempenho em captação de imóveis: * Entenda as tendências de mercado. * Adote um sistema eficiente de gestão imobiliária (sugiro o Imóvel Guide). * Se posicione digitalmente. * Concilie quantidade com qualidade (vender imóveis acima do preço é perder tempo...). * Crie simpatia e empatia com todos. * Estude bastante e domine sua região e perfis de seus clientes. * Faça bastante network. * Mapeie as regiões estratégicas de sua região de ação. * Estabeleça um bom relacionamento com os proprietário dos imóveis e leads.   * Domine a documentação de imóveis. Se quer crescer no ramo imobiliário tem que captar imóveis, e isto é uma arte, um dom, um talento... e pode ser desenvolvidos por várias técnicas, tais como a persuasão.  

Artigo imovel guide

Publicidade / Padrão

Marketing Digital

Por Fabio Bertao Em 28/09/2021

O mundo inteiro vive uma grande mudança, aonde os conceitos que antes não se tinham em consideração hoje passam a fazer parte de sua sobrevivência e das muitas empresas.  O "Marketing Online ou Digital", que é um conjunto de estratégias e ferramentas digitais, que possibilita a conexão com pessoas que tenham necessidades e que possam ser supridas por seus produto ou serviços. Quando você anuncia você tem nas mãos o controle sobre os investimentos, canais, programação e formatos para impactar seu público alvo, no exato momento em que estes estejam procurando os seus serviços. Aumentando seu tráfego na internet você pode multiplicar seus resultados e aumentar suas vendas. É uma atividade que não deve ser terceirizada, à menos de que já a domine e possa mudar facilmente o que os outros fazer por você. Existem várias ferramentas e redes sociais disponíveis na internet que podem ajudá-lo a alcançar este objetivo, tais como: Redes Sociais: whatsapp, facebook, google, instagram, telegram... Ferramentas: Landing page, loja virtual, palavras chaves, google ads, entre outras. Criar uma escalada de crescimento é fundamental para que você ou sua empresa, possam conquistar novas oportunidades, ter maior previsibilidade de vendas e nortear suas decisões, caso contrário estarás fadado ao fracasso. Sabendo os pontos fortes e fracos saberás qual o procedimento a ser tomada, na hora certa e quais os recursos a serem alocados e em que local. O futuro é digital, e agora! Não deixe para amanhã o que podes fazer hoje!... Aprenda a se mostrar (ou a sua empresa) quando as pessoas buscam o que você oferece. Um anúncio certo exibido no momento certo pode transformar as pessoas em clientes valiosos. Sugestão de marketing: aplique o "PDCA" (Planejando, fazendo, controlando e atualizando). Temos que ter uma visão clara do cenário atual para termos sucesso e como exemplo segue um plano de marketing (bem preliminar): 1. Defina objetivos, 2. Analise cenários, 3. Defina a marca, 4. Estude os canais, 5. Plano de Mídia, 6. Medição e 7. Revisão de rota. O conceito de internet nas nuvens trouxe possibilidades que vão além do marketing digital, mas nada se compara à captação e transformação de um Lead em um Comprador Quente, que é o verdadeiro motivo de todos os nossos esforços e Marketing Digital. POR OUTRO LADO A INTERNET PODE CONTRIBUIR POSITIVAMENTE OU NEGATIVAMENTE PARA A SUA IMAGEM ATRAVÉS DE COMENTÁRIOS DE USUÁRIOS E DE ESTRATÉGIAS ADOTADAS GERADORAS DE CONTEÚDOS RELEVANTES OU APENAS ANUNCIANTES D SEU PRODUTOS E SERVIÇOS.  

Artigo imovel guide

Comissão / Padrão

Garanta sua comissão de venda com tranquilidade

Por Eleven Imoveis Em 26/09/2021

Nos corretores de imoveis,  na maioria ou quase totalidade das vezes, fazemos os nossos  anúncios em sites de imoveis, redes sociais  tipo Instagram, Facebook e normalmente quando os supostos clientes nos procuram, acabamos na maioria das vezes a passar todas as informações sobre o imóvel, como: localização;  andar; nome do prédio, etc. sem ao mínimo perguntar o endereço eletrônico ou celular do suposto interessado  Isso acontece porque temos a insegurança ou incerteza que poderemos perder uma suposta venda ou o cliente se chatear com essa categoria de abordagem e até às vezes os" clientes" se aborrecem e até nos agridem com palavras do tipo" como vou comprar algo que não sei onde é? " Que categoria de corretor é você que não sabe onde é o imóvel, quando se esquivamos de passar a informação correta? " Gostaria de passar um pouco mais de calma e tranquilidade nessa hora e até questiono o que tem se publicado em vários portais de imoveis e até  repetir o que já foi dito pelo presidente do  COFECI Conselho Federal de Corretores de Imóveis, João Teodoro: Que não vendemos imoveis  (já quem vende são os proprietários dos imoveis)  vendemos sim, INFORMAÇÃO " Assim sendo, não podemos facilitar e dar o mais importante de nossa categoria: a INFORMAÇÃO, que nos garante o sustento próprio e de nossas famílias.  No Brasil, diferente dos corretores de imoveis nos Estados Unidos e na Europa, os imoveis  todos tem exclusividade e um único corretor ou imobiliária pode vender aquele determinado imóvel, ou fazer a parceria nas regras de qualquer mercado mundial e legal  Quando você passa a informação precisa do imóvel, você esta dando 5 a 6% da sua comissão, já que o "(mau) cliente" pode ir direto na portaria do prédio e comprar direto sem intermediação de nos profissionais de imóveis  Qualquer  bom  cliente e com boa intenção, ele  não tem nenhum problema de passar seus dados e seu endereço eletrônico  ou preencher uma solicitação de ficha de visita,  (já que ele diferente de você já consultou seus dados no (Google) e Instagram e se for mais atento seus dados no site do Creci do seu estado) Essa  ficha de visita está  em  qualquer site nossos e  isso é uma cultura normal quem todo brasileiro já possui, já que para se cadastrar em qualquer site  ou aplicativo, lojas, etc., a primeira coisa que é pedida é o endereço eletrônico e depois em passo seguinte o telefone celular  Portanto, da próxima vez que se deparar com um cliente tenha a tranquilidade de falar com o cliente, de intrevista-lo , de saber o que deseja, se à visita; e  se é uma compra  imediato ou futura; se é para outra pessoa, enfim, você só irá poder oferecer o que o cliente deseja se você conhecer o que ele quer comprar,  em vez de responder se tremendo de medo. "Gostaria de agendar uma visita?  " Enfim, fazemos esses passos, ou se baseando neles, tentando identificar o bom cliente, tenha certeza que fará uma visita mais assertiva e com passibilidade de fazer  um fechamento, dependendo apenas da vontade das partes e da negociação final da venda ou locação  Desta forma, todos saem ganhando: o cliente, o proprietário e principalmente você que garante o seu direito e sua comissão (sendo uma das poucas profissões que está garantida no código civil brasileiro   (artigo 725 CC)  Fica a dica, quem não se impõe, se submete.          

Artigo imovel guide

Imóveis / Padrão

A Escritura do meu imóvel tem Valor?

Por Fabiano Massaneiro Em 24/09/2021

É bem comum as pessoas falarem que seu imóvel tem escritura com intuito de relacionar a escritura com a regularidade do imóvel, porém isso pode não ser realidade, você pode ter a escritura e não ser o proprietário.  Sim é possível!  Para esclarecer vamos por partes, primeiro vamos conceituar o que é uma escritura de imóvel: A escritura nada mais é que um contrato publico entre as partes e feita perante um tabelião que tem fé publica, com intuito de tornar o contrato publico, ou seja, para que todos saibam, no caso do imóvel, que houve a troca de proprietário. É o registro da transação imobiliária, ato este exigido no cartório de registro de imóveis para registro da propriedade.  Em segundo lugar precisamos conceituar o Cartório de Registro de Imóveis: Os  cartórios de registro de imóveis tem uma função bem simples, a de realizar o arquivamento  dos registros históricos dos imóveis, isso é, manter todos os dados referentes as todas as transações referentes aquele imóvel, proprietários, garantias e ações se houver. Nessas serventias você encontrará informações sobre a propriedade, se tem registro de alienação fiduciária, ações, inventario entre outras informações. Sua competência é territorial, sendo determinada por área territorial.  Ele também é o responsável pelo registro da escritura na matricula. Conceituamos agora Matricula do Imóvel: A Matricula de uma imóvel é o documento mais importante no processo de compra e venda de um imóvel, pois ela atesta a existência do imóvel, sua origem e demais informações importantes e relevantes sobre o mesmo. A Matricula se assemelha ao registro de nascimento de uma pessoa, ela contará a história daquele imóvel, quem  foi o primeiro proprietário, todas as transferência, desmembramentos, financiamentos, garantias, ações, penhoras e outras inúmeras informações importantes. Portanto a validade de uma escritura sem registro se equipara a de um contrato de compra e venda, ambos podem transferir a posse do imóvel e não a propriedade, suponhamos que uma pessoa má intencionada venda para pessoa A um determinado imóvel, vá a um cartório de notas e faça a escritura, porém A não realiza o registro da mesma, isso não impedirá que a pessoa venda novamente para B e vá a outro cartório de notas e também faça a escritura, claro que estará comente crime de estelionato, porém se B der entrada no registro de imóveis primeiro, ele será o proprietário do imóvel, e a A restará procurar seu direitos na justiça contra o vendedor, mas nada poderá fazer contra B e não terá a propriedade. Não estou aqui dizendo que a escritura não tem valor, sim ela tem, porem ela é somente parte do processo de compra e venda de um imóvel, você precisa se atentar para todo o processo e chegar ao seu fim, que é o Registro na Matricula, esse sim lhe dará a propriedade do imóvel. Por isso recomendo sempre a procura de um profissional devidamente credenciado, seja um corretor de imóveis com CRECI ou um advogado registrado na OAB.  

Artigo imovel guide

Locação / Padrão

A Importância do Prazos do Contrato de Locação Residencial

Por Daglia Santis Em 21/09/2021

      A Lei n. 8.245/91, também conhecida como Lei do Inquilinato, procurou conceder proteção e estabilidade à moradia dos locatários. Dessa forma, os efeitos de contratos de locação residencial celebrados com prazo igual ou superior a 30 (trinta) meses são diferentes daqueles celebrados com prazo inferior a 30 (trinta) meses.             Com efeito, o artigos 46 e 47 do Diploma Legal acima mencionado assim estipularam:             Art. 46. Nas locações ajustadas por escrito e por prazo igual ou superior a trinta meses, a resolução do contrato ocorrerá findo o prazo estipulado, independentemente de notificação ou aviso. 1º Findo o prazo ajustado, se o locatário continuar na posse do imóvel alugado por mais de trinta dias sem oposição do locador, presumir -se -á prorrogada a locação por prazo indeterminado, mantidas as demais cláusulas e condições do contrato. 2º Ocorrendo a prorrogação, o locador poderá denunciar o contrato a qualquer tempo, concedido o prazo de trinta dias para desocupação.          Art. 47. Quando ajustada verbalmente ou por escrito e como prazo inferior a trinta meses, findo o prazo estabelecido, a locação prorroga - se automaticamente, por prazo indeterminado, somente podendo ser retomado o imóvel:            I - Nos casos do art. 9º;          II - em decorrência de extinção do contrato de trabalho, se a ocupação do imóvel pelo locatário relacionada com o seu     emprego;      III - se for pedido para uso próprio, de seu cônjuge ou companheiro, ou para uso residencial de ascendente ou descendente que não disponha, assim como seu cônjuge ou companheiro, de imóvel residencial próprio;         IV - se for pedido para demolição e edificação licenciada ou para a realização de obras aprovadas pelo Poder Público, que aumentem a área construída, em, no mínimo, vinte por cento ou, se o imóvel for destinado a exploração de hotel ou pensão, em cinqüenta por cento;           V - se a vigência ininterrupta da locação ultrapassar cinco anos.                   Como se percebe, o legislador estabeleceu uma “penalidade” para aqueles locadores que optam por pactuar contratos de locação com prazo inferior a trinta meses e isso se reflete na impossibilidade de retomar por denúncia vazia (sem justificativa) o imóvel ao término do prazo. Assim sendo, uma locação de um ano, por exemplo, ficará automaticamente prorrogada quando chegar ao fim, limitando-se o pedido de retomada às hipóteses de denúncia cheia ali previstas, quais sejam,  1) mútuo acordo; 2) prática de infração legal ou contratual; 3) falta de pagamento do aluguel e demais encargos; 4)realização de reparações urgentes determinadas pelo Poder Público, que não possam ser normalmente executadas com a permanência do locatário no imóvel ou, podendo, ele se recuse a consenti-las; 5) extinção do contrato de trabalho, se a ocupação do imóvel pelo locatário relacionada com o seu  emprego; 6) uso próprio, de cônjuge ou companheiro do locador, ou para uso residencial de ascendente ou descendente que não disponha, assim como seu cônjuge ou companheiro, de imóvel residencial próprio e 7)se for pedido para demolição e edificação licenciada ou para a realização de obras aprovadas pelo Poder Público, que aumentem a área construída, em, no mínimo, vinte por cento ou, se o imóvel for destinado a exploração de hotel ou pensão, em cinqüenta por cento. Não sendo o caso de nenhuma dessas sete justificativas, o imóvel só pode ser retomado por denúncia vazia (sem justificativa) quando a vigência ininterrupta da locação alcançar cinco anos.         Por esse motivo, se o locador não vislumbra que em um futuro breve precisará do imóvel para uso próprio, o recomendado é sempre que o contrato de locação de imóvel residencial seja pactuado com prazo igual ou superior a 30 (trinta) meses, a fim de possibilitar sua retomada por denúncia vazia (sem justificativa) ao término do prazo.

    1 de 23
  • >